Buscar

Pesquisa visa produzir dossiê sobre Covid-19 no mercado de trabalho

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) está participando de um acordo de cooperação técnica estabelecido com a Associação de Saúde Ambiental e Sustentabilidade (Asas), que busca identificar e compreender os impactos da pandemia de Covid-19 para saúde dos trabalhadores e sua relação com o trabalho. A Fetrafi-SC também apoia a iniciativa.

Mauro Salles, secretário de Saúde da Contraf-CUT, explica que o objetivo é dar visibilidade às atividades de trabalho como fontes de infecção e adoecimento pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), além de oferecer informações para possibilitar o planejamento de ações que possam auxiliar na prevenção da doença e mitigar suas consequências clínicas e sociais. O projeto Covid-19 como uma doença relacionada ao trabalho vai sintetizar informações obtidas com pessoas que trabalharam e trabalham durante a pandemia fora de domicílio ou dentro de suas casas em companhia de colegas. A base das informações serão as respostas a um questionário respondido por esse público, ou por pessoas que coabitam com o público-alvo. Ao final, será produzido um dossiê sobre a doença nas diversas atividades de trabalho, por meio de informações e percepções dos trabalhadores e das trabalhadoras. Também serão feitas entrevistas com algumas das pessoas que responderem ao questionário. O formulário da pesquisa pode ser respondido pelo celular ou pelo computador.

Doença do trabalho


Segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), a Covid-19 pode ser enquadrada como doença do trabalho. Salles ressalta que sempre que uma pessoa sai para trabalhar ou trabalha em casa com colegas que trabalham fora, existe um risco de exposição ao vírus. Desta forma, diz ele, a Covid-19 deve ser considerada relacionada ao trabalho para efeito de direitos sociais, a não ser que seja possível detectar que uma pessoa não foi infectada no trajeto de casa para o trabalho ou do trabalho para casa, ou mesmo no próprio trabalho. A participação dos bancários vai proporcionar subsídios para planejar ações de forma mais efetiva, no intuito de prevenir e minimizar as consequências das infecções pelo novo coronavírus na categoria, afirma o secretário de Saúde da Contraf-CUT.


Com informações, assessoria de imprensa Contraf-CUT.

Parceiros nas Lutas!

JOACABA.png

BANCÁRIOS

ARARANGUÁ

BANCÁRIOS

CHAPECÓ

BANCÁRIOS

BLUMENAU

BANCÁRIOS

CRICIÚMA