Buscar

Fetrafi-SC participa da campanha Setembro Amarelo

“A vida é a melhor escolha!” é o lema da campanha deste ano


A Fetrafi-SC está engajada na campanha Setembro Amarelo, que busca alertar sobre a Prevenção ao Suicídio no mês de setembro. O lema deste ano da campanha é “A vida é a melhor escolha!”. Amanhã, dia 10, é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. No entanto, essa é uma luta que acontece durante todo o ano.


Conscientizar sobre a importância da vida diante de um tema ainda visto como tabu, que é o suicídio, é o objetivo da campanha Setembro Amarelo. A maioria da população ainda não sabe como lidar com este assunto. Por isso, o secretário de Saúde da Fetrafi-SC, Orlando Flávio Linhares, orienta que é preciso estar atento ao comportamento das pessoas próximas que estejam passando por momentos difíceis e expressem algum sinal para que possam receber ajuda.


“Temos que buscar dialogar caso estejamos desconfiados de que alguém esteja pensando em se matar. Com empatia e sem julgamentos, nosso dever é oferecer ajuda através da escuta, mas também encaminhando a um profissional que faça acompanhamento médico e/ou psicológico”, explicou Linhares. Como esses casos são complexos, é aconselhável sempre indicar a ajuda de um profissional.


Estatísticas no Brasil


Segundo informações publicadas no site oficial da campanha, no Brasil, 12,6% por cada 100 mil homens em comparação com 5,4% por cada 100 mil mulheres, morrem devido ao suicídio. Pelos números oficiais, são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer, segundo o Centro de Valorização da Vida (CVV). Esses números representam, pelo menos, o triplo de pessoas tentaram tirar a própria vida e outras chegaram a pensar em suicídio.


Suicídio entre bancárias e bancários


A categoria bancária é uma das que apresentam alto índice de suicídio no Brasil. Entre 1993 e 1995, por exemplo, quando ocorreram várias privatizações e reestruturações no setor, foram registrados 72 suicídios entre bancários, ou seja, um a cada 15 dias. Outro levantamento, mostra que de 1996 a 2005 foram 181 casos, ou um a cada 20 dias.


“Os dirigentes sindicais bancários devem ser sabedores da triste realidade dos casos suicídios que acontecem dentro da nossa categoria. O ato de ouvir é de grande importância para descobrir se há intenção de suicídio, ao mesmo tempo, é preciso compreender que somente o profissional da área de psicologia tem o devido preparo para intervir nesta situação”, disse o dirigente sindical.

Saiba mais sobre o Setembro Amarelo

A campanha vem sendo realizada desde 2014 pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), entidades que organizam a mobilização nacionalmente. Setembro Amarelo não se restringe apenas ao Brasil, mas é um movimento mundial que busca, além de conscientizar a população sobre a realidade do suicídio, mostrar que existe a prevenção em mais de 90% dos casos.


O suicídio é considerado um problema de saúde pública e mata um brasileiro a cada quarenta e cinco minutos e uma pessoa a cada quarenta segundos em todo o mundo. Portanto, é chegada a hora de buscar informações sobre como é possível ajudar quem está sofrendo.


Clique AQUI para acessar a Cartilha de Prevenção ao Suicídio e Promoção da Vida.


Saiba como ajudar


A Associação Brasileira de Psiquiatria recomenda que as pessoas busquem auxílio procurando profissionais listados no site da campanha. Além disso, outra forma de buscar ajuda é ligar para o número 188, do CVV. É possível fazer a ligação de todo o território nacional, 24 horas por dia em todos os dias da semana e de forma gratuita.


Seminário


Nos próximos dias 12, 13 e 14, das 9h às 18h, será realizado o 2º Seminário Sofrimento Mental e Suicídio: Estratégias de Enfrentamento no Trabalho, organizado pelo Ministério Público do Trabalho e pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com apoio da Contraf-CUT e de diversas outras entidades. O evento será transmitido ao vivo pelo canal do Youtube do MPT de Campinas.