Buscar

#QueVergonhaItaú ganha as redes e SEEB Blumenau integra Outdoor em manifestação

Os desmandos do banco Itaú para com seus funcionários renderam manifestos nas mídias sociais em todo o país, chegando a ficar entre os Trending Topics do Twitter



O fato de o Banco Itaú ter descumprido com a sua palavra de não demitir funcionários em massa durante a pandemia, mesmo lucrando 7,560 bilhões no segundo trimestre, em um crescimento de 120%, apenas demonstra que a instituição faz jus à hashtag #QueVergonhaItaú.


Frases como “Metas abusivas e pressão constante?” e “Milhares de demissões em plena pandemia?” estamparam os cards levando ao conhecimento da população a falta de respeito do banco para com os seus funcionários.


Também veicularam as frases “Sobrecarga e desvio de função”, e “Trabalho presencial do grupo de risco com insegurança”, todas ironizadas com a apropriação do mote “Isso é muito Itaú”, que assina as peças publicitárias oficiais do banco.


“Mesmo com a pandemia, com o desemprego em alta e a grave crise na economia, todo sistema financeiro do país continua lucrando mais e mais e, em alguns casos, até mesmo acima do patamar anterior à pandemia. E com o Itaú não é diferente. Então, estas demissões todas não se justificam, especialmente porque foram estes trabalhadores que produziram todo este lucro e, agora, tem o seu sustento cortado. Por estas razões, manifestamos o nosso repúdio com um grande outdoor em frente a nossa sede para denunciarmos à sociedade e aos clientes as atitudes mesquinhas do banco,” comenta Edson Luiz Heemann, presidente do SEEB Blumenau e Região.


E complementa: Os funcionários do Itaú podem sempre contar com o apoio do sindicato para interceder a seu favor sempre que se sentirem ameaçados. Assim como nós também intercederemos sempre que se fizer necessário.”


A manifestação virtual, que acontece toda sexta-feira, não tem data para acabar. Você pode acompanhá-la digitando #QueVergonhaItaú na barra de pesquisa das mídias sociais, principalmente no Twitter.


Fonte: Sindicato dos Bancários de Blumenau