Buscar

Participe da pesquisa sobre a Síndrome de Burnout



A Síndrome de Burnout representa atualmente um transtorno de enorme prevalência na atualidade, pouco conhecido e, portanto, sub diagnosticado, gerador de outras morbidades, motivo de um número crescente de afastamentos no trabalho com consequências na saúde, nas organizações de trabalho e nos enormes gastos públicos com seu tratamento.


Apresenta crescimento expressivo entre bancários e bancárias e define-se por sintomas como o esgotamento físico e psicológico, o distanciamento afetivo dos demais, certa insensibilidade ou perda do sentido do eu e baixa realização profissional, caracterizada por sensações e sentimentos de baixa autoeficácia e baixa autoestima.


Para estudar essa síndrome, a CONTRAF/CUT está apoiando a pesquisa da Universidade Católica de Petrópolis, que investigará a relação entre conflitos de valores pessoais e éticos e alterações de identidade na Síndrome de Burnout em bancários e bancárias, como por exemplo o distanciamento entre identidade pessoal e profissional, sentimento de vazio, de perda de contato com as próprias vontades, o automatismo e rigidez no comportamento, sentimentos de incapacidade de refazer a vida fora da instituição Bancária e sensações de recusa involuntária à ida ou permanência no ambiente de trabalho.


A Fetrafi-SC orienta que todos participem preenchendo o questionário, até porque os resultados da pesquisa poderão ajudar nos processos negociais sobre o assunto.

Para acessar a pesquisa, clique AQUI.


Imagem: freepik.com