Buscar

Nota em apoio à greve da Comcap



A Federação dos Trabalhadores em Instituições Financeiras de Santa Catarina (Fetrafi-SC), se solidariza com os trabalhadores e trabalhadoras da Comcap, de Florianópolis, em greve contra as terceirizações e precarização dos serviços de limpeza na capital.

Na terça-feira (21), enquanto realizavam manifestação em defesa da autarquia e contra o projeto de privatização do prefeito Gean Loureiro, os trabalhadores foram agredidos pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar.

A decisão pela greve por tempo indeterminado foi tomada em assembleia. A categoria exige o cumprimento da decisão judicial que impede a terceirização dos serviços de limpeza urbana da capital e a saída imediata da Amazon Fort de Florianópolis. Exigem também a retirada dos editais que terceirizam o setor operacional, a varrição e diversas outras funções da Comcap. Em defesa dos postos de trabalho e de todos os direitos do acordo coletivo.

Atualmente, a região norte da Ilha vive uma situação caótica no recolhimento de resíduos em função da ineficiência da empresa contratada para realizar a limpeza urbana. Há denúncias de irregularidades trabalhistas e ambientais, com flagrantes de garis usando chinelo durante a coleta de lixo, o que pode causar graves danos à saúde desses trabalhadores, caminhões despejando chorume diretamente na rua e transbordo de lixo em meio às casas do bairro.

A Comcap atua há 50 anos em Florianópolis e tornou-se uma referência em serviços de limpeza urbana. Por outro lado, a empresa terceirizada provou em apenas 15 dias que o serviço é pior. Não há coleta de porta em porta e a reciclagem não é feita corretamente.

Além disso, já está provado que o serviço terceirizado não é mais barato. Mesmo economizando às custas dos direitos dos trabalhadores, a empresa privada faz menos funções que a Comcap e já recebeu diversos aditivos no contrato.

Força aos trabalhadores(as) da Comcap!

#FetrafiSC

#ContraAsTerceirizações

#EmDefesaDaComcap