Buscar

Live sobre retirada de patrocínio da Cava não esclarece funcionários do Mercantil

Banco realizou live no dia 28 para tentar explicar retirada do seu patrocínio à Caixa de Assistência Vicente Araújo (Cava)

O Banco Mercantil do Brasil realizou, na quarta-feira (28), uma live para tratar da retirada do patrocínio do Banco Mercantil do Brasil à Caixa de Assistência Vicente Araújo (Cava). Ao que tudo indica, os funcionários perderão direito a benefícios históricos, como auxílio funeral e pecúlio, auxílio educação e auxílio maternidade, além da própria caixa de assistência.


O principal ponto ressaltado foi a garantia da reserva matemática de pagamento das complementações de aposentadoria para os associados assistidos. “Mesmo com diversas perguntas sobre o tema, foram omissos em relação à situação dos funcionários da ativa, que mensalmente contribuem com o plano, através de descontos na folha de pagamento”, observou o coordenador da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Mercantil do Brasil, Marco Aurélio Alves. “Queríamos saber sobre eventual reembolso das mensalidades e a destinação do patrimônio financeiro da Cava, que há anos foi construído e acumulado com a suada contribuição dos trabalhadores. Um absurdo que o Mercantil não seja solidário com os associados”, completou.


Para o funcionário do BMB e diretor do Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região, Vanderci Antônio, “foram duas as horas de muita enrolação e com um linguajar técnico que mais confundiu do que esclareceu. Não falaram nada sobre a situação dos contribuintes não assistidos”, criticou.


O movimento sindical bancário de todo o país está mobilizado para lutar contra o fim do patrocínio, os prejuízos e corte de direitos de funcionários ativos e aposentados.


Fonte: Contraf-CUT, com informações do Seeb/BH