Buscar

Fetrafi-SC participará do Dia Nacional de Luta e Paralisações contra a Reforma Administrativa amanhã


Os dirigentes da Federação dos Trabalhadores em Instituições Financeiras de Santa Catarina (Fetrafi-SC) irão participar do Dia Nacional de Luta e Paralisações contra a Reforma Administrativa que será realizado nesta quarta-feira, 18, em todo o país. A data será marcada pela luta contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) n° 32, da Reforma Administrativa, contra as privatizações e por geração de emprego.

Em Santa Catarina, entidades cutistas, junto com as demais centrais e com as frentes Fora Bolsonaro, estão organizando atos, assembleias, paralisações e ações de pressão aos deputados. Os trabalhadores irão se manifestar contra a Reforma Administrativa apresentada pelo governo de Jair Bolsonaro, que representa a destruição dos serviços públicos e mais um ataque aos servidores.

Em Florianópolis, acontecerá um ato unificado às 16h, em frente à Catedral, chamado pela Frente Fora Bolsonaro, o Fórum de Servidores e diversas outras entidades. Os sindicatos da Grande Florianópolis e de base estadual estão mobilizando os trabalhadores para participar da mobilização. Os servidores municipais de São José aprovaram em assembleia a participação da categoria na greve e irão paralisar no dia 18.

Em Joinville, também acontecerá um ato unificado da Frente Fora Bolsonaro com os servidores públicos, que acontecerá às 18h30, na Praça da Bandeira. Os servidores municipais de Joinville deliberaram por greve por tempo indeterminado a partir de quarta e contarão com atividades durante todo o dia, iniciando às 9h com assembleia em frente à Câmara de Vereadores e com aula pública sobre a PEC 32 e depois com panfletagem, das 12 às 13h, em frente ao hospital municipal São José.

Os servidores municipais de Blumenau se uniram aos professores da rede estadual do município para lutar contra a Reforma Administrativa no dia 18. O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Blumenau (Sintraseb) está convocando uma assembleia às 15h, na Praça Victor Konder, que contará com o apoio e participação do SINTE Regional de Blumenau.

Em Criciúma e Araranguá, desde sábado, 14, estão sendo distribuídos panfletos e passando carro de som pelas duas cidades explicando as maldades da PEC 32 e chamando para se unir à luta no dia 18. Na quarta-feira, servidores públicos das três esferas ficarão das 9h às 18h na Praça Nereu Ramos, em Criciúma, com panfletagem e carro de som para dialogar com a população sobre a Reforma Administrativa. Além disso, serão feitos atos de pressão aos deputados federais que são da região: Ricardo Guidi (PSD), Geovania de Sá (PSDB) e Daniel Freitas (PSL).

Em Jaraguá do Sul, o SINTE Regional, SINSEP e Sinasefe farão atividades durante toda a quarta-feira. Das 9h às 17h, acontecerá panfletagem no Terminal Urbano e um ato de encerramento no Museu da Paz, às 17h. Para pressionar os parlamentares contra a PEC 32, as entidades também solicitaram audiência com os dois deputados federais da região, Carlos Chiodini (MDB) e Fábio Schiochet (PSL), além de pediram moções de repúdio aos vereadores contra a PEC 32.

Em Chapecó, também haverá mobilização dos servidores públicos das três esferas. Durante a manhã, os trabalhadores farão ações virtuais enviando mensagens nas redes sociais dos deputados federais pressionando para votarem contra a PEC 32. No fim da tarde, a partir das 16h, acontecerá um ato em frente à Câmara de Vereadores durante a sessão que aprovará moções de repúdio à Reforma Administrativa. Em assembleia na semana passada, os servidores dos 43 municípios da base organizada do Sindicato dos Municipários de Chapecó e Região (SITESPM-CHR) aprovaram a participação no Dia Nacional de Luta contra a PEC 32.

Além das mobilizações nas ruas, também acontecerão ações virtuais. O Sindicato dos Servidores Municipais de Indaial fará uma live em defesa do serviço público e contra a PEC 32 a partir das 18h30 de quarta que será transmitida na página da entidade (facebook.com/sinserpi).

A direção da Fetrafi-SC convida todos os trabalhadores e militantes para se engajarem nas manifestações do dia 18 na luta em defesa do serviço público e contra todos os retrocessos da PEC da "Deforma Administrativa".

Com informações da CUT-SC