Buscar

Fetrafi-SC participa do Grito dos Excluídos pedindo #ForaBolsonaro

Saúde, comida, moradia, trabalho, renda, democracia e #ForaBolsonaro estavam entre as pautas de reivindicações

Milhares de manifestantes foram às ruas neste 7 de setembro, em Santa Catarina, para participar da 27ª edição dos Grito dos Excluídos, que tinha como lema "Vida em primeiro lugar". Os manifestantes também lutavam por saúde, comida, moradia, trabalho, renda, democracia e pelo #ForaBolsonaro.


A chuva intensa da tarde de terça-feira não intimidou os dirigentes da Federação dos Trabalhadores em Instituições Financeiras de Santa Catarina (Fetrafi-SC) que se juntaram a outros representantes sindicais e de movimentos sociais e foram às ruas em Florianópolis.

A maioria da população que participou dos atos nesta terça-feira, não só em Santa Catarina, mas em todas as regiões do país, reclama da alta da inflação, dos preços da gasolina, da energia elétrica, do gás de cozinha e dos alimentos em geral. A política desastrosa de Bolsonaro está aumentando ainda mais a desigualdade no Brasil e a taxa de desemprego. Milhares de trabalhadores perderam seus empregos e estão vivendo em condições de vulnerabilidade social.


Para aumentar ainda mais a gravidade da situação, a notória incapacidade do governo em tratar da crise sanitária e os indícios de corrupção na aquisição de vacinas e outros itens no Ministério da Saúde demonstram a total incompetência e irresponsabilidade do governo federal para cuidar do povo.


O diretor de Comunicação da Fetrafi-SC, Luiz Toniolo, que esteve no ato, afirmou que “estamos aqui para defender a vida. Mais comida no prato e menos fuzis. Isto é o que nos diferencia dos outros. É preciso defender o país e o povo contra a destruição produzida por este desgoverno que aí está", concluiu o dirigente.


Por conta de todos os motivos colocados acima, o povo foi às ruas protestar. O Largo da Alfândega ficou tomado por quem pedia o fim do governo genocida de Bolsonaro, mais empregos, comida no prato e em defesa dos serviços públicos.


Veja como foram os atos em outras cidades de Santa Catarina:


O Parque da Cidade, em Joinville, virou palco para um ato político-cultural neste 7 de setembro. Com apresentações culturais e falas de lideranças da CUT, demais centrais, movimentos sociais e partidos políticos de esquerda, a mobilização pediu o fim do governo genocida e protestou contra o desemprego, a fome e a violência, além da alta no preço dos alimentos, gás de cozinha, combustíveis e aluguéis.



Em Timbó, a chuva também não atrapalhou a luta neste 7 de setembro. Com bandeiras, cartazes e palavras de ordem, lideranças do movimento sindical e social da região fizeram um ato por Fora Bolsonaro na Praça Frederico Donner.



Em Jaraguá do Sul, um ato simbólico marcou o 7 de setembro. Lideranças da Frente Fora Bolsonaro colocaram cartazes, faixas e bandeiras na Praça França Vosgerau

Em Blumenau, o movimento “Blumenau Pela Vida”, que reúne entidades sindicais, sociais, coletivos e organizações políticas da cidade, organizou um ato às margens da BR-470 para chamar atenção de quem passava pela rodovia da urgência de lutar pelo fim do governo Bolsonaro. O destaque da mobilização foi o MInTO, um boneco inflável caracterizando o presidente.


Um ato com cartazes, bandeiras, música e falas de lideranças da Frente Brasil Popular do Planalto Norte marcou o 7 de setembro em Mafra. Concentrados na Praça Lauro Mueller, os manifestantes protestaram pelo aumento dos preços dos alimentos e do combustível, pela carestia e pedir o fim do governo Bolsonaro.

A Frente Fora Bolsonaro de Lages realizou um ato solidário e político em parceria com o MST. Mais de 200 cestas básicas e máscaras PFF2 foram distribuídas nesta terça-feira, 7. Os alimentos foram arrecadados por meio de uma campanha que aconteceu desde o dia 1° de setembro em Lages, junto com os alimentos doados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.

Em Anchieta, no extremo oeste de SC, as lideranças foram de madrugada para colocar faixas no trevo da cidade e chamar atenção para a urgência de tirar Bolsonaro da presidência.

Assista aos vídeos abaixo para ver como foram as manifestações em diversas cidades catarinenses, no país e também pelo mundo.


#GritodosExcluídos #ForaBolsonaro #7S #7SForaBolsonaro

Fonte: Fetrafi-SC, com informações da CUT-SC