Buscar

Empregados do Sistema BNDES entregaram reivindicações ao banco

Movimento sindical também reivindica que empresas do Sistema BNDES participem da mesa única de negociações entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban

A pauta de reivindicações dos empregados do Sistema BNDES para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) de 2022, aprovada em Congresso no dia 7 de junho, foi entregue ao banco na manhã desta sexta-feira (24). A reunião para a entrega da minuta ocorreu no formato eletrônico, por videoconferência.


“Esperamos que todas a justas reivindicações dos empregados sejam atendidas e que as negociações tenham um processo respeitoso e maduro, fortalecendo não só a mesa da específica do BNDES, como todo o processo negocial dos trabalhadores do ramo financeiro”, afirmou o vice-presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Vinícius Assumpção, que representa a confederação nas negociações com as empresas do Sistema BNDES, ao reforçar a solicitação feita em ofício enviado ao banco para que o mesmo se junte à mesa única de negociações entre o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).


No ofício, a Contraf-CUT ressalta que a mesa única entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban é referência internacional de modelo de negociações entre o setor patronal e os trabalhadores, que neste ano completa 30 anos de existência e que levou ao acordo da única convenção nacional de trabalho de uma categoria do país.


“Sem nenhum prejuízo às negociações específicas entre os empregados do sistema e os representantes do banco, da Finame e da BNDESPAR, é importante, para as empresas e para os trabalhadores, esta participação do BNDES na mesa única para o fortalecimento do processo negocial. Ela pode evitar, inclusive, muitas vezes, a judicialização e outras formas de se alcançar o acordo”, explicou o vice-presidente da Contraf-CUT.


A vice-presidente da Associação dos Funcionários do BNDES, Pauliane Oliveira, reforçou a importância da participação do banco na mesa única de negociações. “É muito importante que o BNDES participe dessa frente, que aceite integrar a mesa única com a Fenaban, junto com os outros bancos públicos federais, o que não se confunde, é claro, com a discussão do nosso ACT (Acordo Coletivo de Trabalho) específico”, disse.


Além de Vinícius e Pauliane, o presidente do Sindicato dos Bancarios Rio de Janeiro, José Ferreira, o representante da AFFINAME, Jorge Henrique Velloso, da AFBNDESPAR, Cláudio Abreu, e da AFBNDES, Fernando Newlands também participaram da reunião de entrega da minuta de reivindicações. Os trabalhadores aguardam, agora, a definição do calendário de negociações específicas e a adesão das empresas do Sistema BNDES à mesa única de negociações.


Fonte: Contraf-CUT