Buscar

Em assembleia virtual, bancários (as) de Santa Catarina rejeitam proposta da Fenaban

Os bancários e bancárias da base de atuação da Federação dos Trabalhadores em Instituições Financeiras de Santa Catarina (Fetrafi/SC), reunidos em assembleia virtual na noite desta quarta-feira (27), deliberaram sobre pontos extremamente importantes relacionados às negociações da Campanha Nacional 2020.


Em votação online, a categoria decidiu rejeitar as propostas apresentadas pela Fenaban durante as mesas de negociação realizadas com a direção do Comando Nacional dos Bancários. Na avaliação dos trabalhadores, o que foi apresentado pelos bancos não atende a expectativa da categoria.


A justificativa da Fenaban é que o sistema financeiro vem sofrendo os impactos econômicos gerados pela crise sanitária que afeta o País. Todavia, em 2019, somente os cinco maiores bancos acumularam um lucro de mais de R$ 100 bilhões. Isso deixa claro a solidez do sistema financeiro e sua capacidade de enfrentar este momento. As queixas dos banqueiros, portanto, são totalmente irreais e absurdas, e não justificam esta cruel postura de retirada de direitos dos trabalhadores.


Também foi aprovada a transformação da Assembleia Geral Extraordinária em Assembleia Geral Extraordinária Permanente. Desta forma, fica estabelecida a possibilidade de que a qualquer momento o Comando Nacional e as direções dos sindicatos poderão chamar a categoria em assembleia para avaliação de possíveis novas propostas por parte da Fenaban.


Por fim, foi aprovado ainda a decretação do estado de greve. A medida é um indicativo da grande insatisfação dos trabalhadores em relação ao que está sendo proposto pela representação dos bancos. Se as propostas não se aproximarem da expectativa da categoria, poderá ocorrer a paralisação das atividades.


Apesar de todo o trabalho incansável de negociação que está sendo feito pelo Comando Nacional, é fundamental que as bancárias e bancários estejam atentos, inseridos nas redes sociais, acompanhando os desdobramentos das negociações e em constante mobilização em cada agência, em cada unidade de trabalho. As circunstâncias impostas pela pandemia são desafiadoras, mas, a categoria precisa estar preparada, inclusive, para uma possível greve.


Hoje, 28 de agosto, tem ainda um significado especial, por ser o Dia Nacional dos Bancários e Bancárias. Nesta mesma data, no ano de 1951, o Sindicato dos Bancários de São Paulo entrou em greve após receber uma proposta de reajuste salarial insignificante. Que o acúmulo do que foi conquistado em todos esses anos sirva como motivador para enfrentar este momento difícil. Os ataques contra os trabalhadores podem até se repetir, mas a luta igualmente permanecerá ativa e constante.


Parceiros nas Lutas!

JOACABA.png

BANCÁRIOS

ARARANGUÁ

BANCÁRIOS

CHAPECÓ

BANCÁRIOS

BLUMENAU

BANCÁRIOS

CRICIÚMA