Buscar

Dia Nacional de Luta acontece nesta terça-feira (23)

Movimento enfrenta resistência dos banqueiros em atender reivindicações da categoria

A Confederação Nacional dos Trabalhadores Financeiros (Contraf-CUT), federações e sindicatos da categoria bancária de todo o país realizam nesta terça-feira (23) um Dia Nacional de Luta para informar a categoria e clientes sobre o andamento das negociações da Campanha 2022, com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).


O objetivo é mostrar o descaso dos bancos com seus funcionários, que contribuem para que o setor alcance seus ganhos astronômicos. Os cinco maiores bancos do país (Banco do Brasil, Caixa, Bradesco, Itaú e Santander), por exemplo, obtiveram juntos um lucro de R$ 56,5 bilhões nos seis primeiros meses de 2022, valor 14,4% superior em relação ao mesmo período do ano passado, com rentabilidade de 18% em 12 meses.


O movimento acontece num momento das negociações em que a Fenaban se nega a atender as demandas da categoria. Até o momento, após 13 rodadas de negociação, os bancos ainda não apresentaram proposta de índice para correção dos salários e da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Também não houve retorno em relação às reivindicações a respeito da ajuda de custos com o teletrabalho e do combate ao assédio sexual no setor. Na mesa desta segunda-feira (22), os bancos propuseram correção aos vales alimentação e refeição de apenas 81% da inflação, o que foi rejeitado pela categoria. Veja detalhes aqui.


As mobilizações vão ocorrer nas ruas e no ambiente on-line, com manifestações nas redes sociais das 11h ao meio dia. O Comando Nacional orienta o uso da hashtag #QueVergonhaFenaban nas postagens.


Fonte: Contraf-CUT