Buscar

Dia da Consciência Negra terá protestos pelo “Fora Bolsonaro Racista” neste sábado, 20



O tradicional Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro, data que marca a morte de Zumbi dos Palmares, terá atos em todo o país pedindo “Fora Bolsonaro Racista”. Em Florianópolis, a manifestação será a partir das 9h, no Largo da Alfândega. O dia será marcado por protestos contra as políticas impostas por este governo de exceção, negacionista, genocida e racista, que se tornaram ainda mais explícitas em função da crise gerada pela pandemia da Covid-19.


Portanto, a Fetrafi-SC convida todos e todas para participar da atividade em seus municípios. O dia será de luta para acabar com o extermínio da juventude negra nas periferias pela repressão policial e militar; pela garantia de habitação digna, infraestrutura de saneamento; combater a fome que retornou a este país de forma alarmante e contra a alta dos preços e a carestia.


Infelizmente, o genocídio do povo negro não é novidade no Brasil. No entanto, é inegável que o racismo estrutural chegou ao seu ápice com Bolsonaro. Basta observar os números. A fome aumentou 27,6% nos dois primeiros anos deste governo. E mais da metade da população brasileira está, hoje, em situação de insegurança alimentar, sendo que a maioria é negra.


Os números do racismo são alarmantes


Os negros também lideram quando o assunto é a porcentagem de pessoas em situação de rua. Segundo o Ipea, 70% da população nesta situação é preta ou parda. Do mesmo modo, a pobreza se agravou entre o povo negro: 38% das mulheres negras estão na miséria. Entre as pessoas brancas, esse índice atinge 19%. Quanto aos índices de desemprego, dos 13,7 milhões de brasileiros desempregados em 2020, 17,8% são pretos desempregados e 15,4%, pardos. Entre os brancos, 10,4% não conseguem emprego no Brasil capitaneado por Bolsonaro, segundo o IBGE.


Uma das principais organizadoras do ato é a Coalizão Negra por Direitos, além de dezenas de movimentos reunidos em torno da Frente Brasil Popular, Frente Povo sem Medo, sindicatos, estudantes e até mesmo torcidas organizadas antifascistas.


Fortalecer o Ato de 20 de novembro é fortalecer a campanha pelo “Fora Bolsonaro Racista!”, na luta pela derrubada deste governo genocida.


#20NForaBolsonaroRacista


Com informações do Brasil de Fato