Buscar

Com carreatas e bicicletaços, catarinenses gritam Fora Bolsonaro e Vacina Já para Todos!

Inúmeros municípios catarinenses se uniram ao restante do País, no último domingo (21), com carreatas e bicicletaços para protestar contra a política genocida do governo Bolsonaro. Já é a segunda vez em 2021 que este tipo de mobilização acontece. Os atos foram chamados pela CUT, juntamente com outras centrais sindicais, movimentos sociais, estudantis e religiosos e partidos políticos de esquerda que fazem parte das frentes Brasil Popular e Povo sem Medo.


As mobilizações aconteceram por três pautas prioritárias: o impeachment do presidente Jair Bolsonaro, por Vacina Já para todos e todas e pela volta do auxílio emergencial. O formato de protestos em carreatas tem sido bastante utilizado para reduzir o risco de contágio da Covid-19 e manter a segurança dos participantes.

Bolsonaro não se importa com a vida dos brasileiros e brasileiras, e já acumula mais de 60 pedidos de impeachment na Câmara Federal. Conforme números oficiais, a pandemia de Covid-19 já matou mais de 240 mil pessoas. Mesmo assim, até agora, o governo federal utilizou apenas 9% da verba destinada à aquisição e desenvolvimento de imunizantes contra o coronavírus.

Além da imunização, o retorno do auxílio emergencial é imprescindível. O benefício foi cancelado em janeiro, deixando milhões de pessoas entregues à própria sorte. A perspectiva de emprego é mínima, agravada pela inflação absurda de itens como alimentação básica, gás de cozinha e energia elétrica, com altas de até 30% somente nos primeiros 50 dias de 2021.

Entidades devem se manter engajadas na luta


Para o presidente da Fetrafi/SC e diretor da CUT-SC, Jacir Zimmer, que esteve à frente da coordenação da carreata na capital, a atividade superou as expectativas. "Tenho uma avaliação muito positiva da atividade deste domingo, com destaque para a grande adesão ao chamado dos organizadores, bem como a receptividade da população por onde passamos. Podemos com isso concluir que aumenta o desgaste do governo junto à população e precisamos continuar as próximas lutas visando acentuar o grau deste desgaste. Temos que tirar Bolsonaro para salvar o País”.


A presidenta da CUT-SC, Anna Julia Rodrigues, destaca que o aumento do número de participantes nas mobilizações indica o quanto o povo está descontente com o governo Bolsonaro. “Passando pelas ruas vimos o povo nos aplaudindo e pedindo por Fora Bolsonaro. Os brasileiros não aguentam mais a política genocida deste governo e, por isso, mais do que nunca, essa é a hora de nos mobilizarmos e tomarmos às ruas com segurança”.


Florianópolis


Na Grande Florianópolis a carreata iniciou simultaneamente na capital, São José e Palhoça. Todos se encontraram posteriormente para unificar a manifestação e percorrer as ruas da ilha. Ao todo, cerca de 700 carros e bicicletas participaram do ato.


Com faixas, cartazes, adesivos e um carro de som com falas de lideranças, a mobilização causou filas e chamou a atenção da população para a urgência do impeachment do atual presidente e de medidas mais rápidas e combativas no enfrentamento da pandemia da Covid-19.


Com informações adicionais assessoria CUT-SC