Buscar

Categoria protesta contra intransigência da Fenaban

Bancários fazem Dia Nacional de Luta em momento decisivo da Campanha Nacional

Bancárias e bancários estão mobilizados hoje em todo o Brasil em mais um Dia Nacional de Luta. O movimento busca informar a categoria e clientes sobre o andamento das negociações da Campanha 2022, com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

Estão ocorrendo ações nas portas de agências, com distribuição de material informativo, conversas e colocação de cartazes. Confira galerias de imagens no Facebook e no site da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). Entre as 11h e o meio dia, também foi feito um tuitaço, com o uso da hashtag #QueVergonhaFenaban nas postagens.

O objetivo é mostrar à sociedade a intransigência dos banqueiros, que se negam a atender as demandas da categoria. Até o momento, após 13 rodadas de negociação, a Fenaban ainda não apresentou proposta para correção de salários e Participação nos Lucros e Resultados (PLR), para ajuda de custos com o teletrabalho e para combate ao assédio moral sexual no setor.

Na mesa desta segunda-feira (22), os bancos propuseram correção aos vales alimentação e refeição de apenas 81% da inflação, o que foi rejeitado pela categoria. Para a presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira, “eles mostraram um descaso enorme com a categoria, pois querem impor perda salarial; fecharam a negociação em 81% da inflação para os vales alimentação e refeição”.

Nesta terça-feira (23), há nova rodada de negociação durante a tarde. “Já falamos para eles que não adianta vir para a mesa com uma proposta dessas, porque os bancários não vão aceitar perdas salariais”, completou Juvandia.

Veja imagens

>>>>> Galeria do Facebook da Contraf-CUT.

>>>>> Galeria do site da Contraf-CUT.

Fonte: Contraf-CUT