Buscar

Brasileiros vão às ruas neste domingo (21) para gritar Fora Bolsonaro

Neste domingo, brasileiros e brasileiras irão às ruas protestar contra a política genocida do governo Bolsonaro. Santa Catarina também se unirá ao Dia Nacional de Luta, com mobilizações em formato de carreatas e bicicletaços em pelo menos dez municípios.

Os atos estão sendo organizados pela CUT, juntamente com outras centrais sindicais, movimentos sociais, estudantis e religiosos e partidos políticos de esquerda que fazem parte das frentes Brasil Popular e Povo sem Medo.

As bandeiras do protesto são o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (ex-PSL); por Vacina Já para todos e todas a partir de uma política eficaz de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, que já matou mais de 240 mil pessoas no país; pela volta do auxílio emergencial; contra o desemprego e contra os altos preços dos alimentos.

O formato de protestos em carreatas tem sido bastante utilizado para reduzir o risco de contágio da Covid-19 e manter a segurança dos participantes.


Aos amigos do rei as benesses da lei!

Bolsonaro trabalha na lógica de atacar a população para beneficiar pequenos grupos que faturam alto com o governo. No sistema financeiro, sobram benesses para banqueiros enquanto faltam ações mínimas em favor da sociedade e do desenvolvimento do País.

Exemplo disso é a recente aprovação do PLP 19/2019, que dá autonomia ao Banco Central. Na prática, isso significa um golpe que entrega a entidade responsável por regular e supervisionar o sistema financeiro nacional ao controle justamente de quem deveria ser fiscalizado: os bancos. O controle da moeda e da política monetária do País é colocada em total vulnerabilidade, ficando nas mãos dos bancos privados nacionais e internacionais.

Outra grave iniciativa de Bolsonaro é o plano de reestruturação do Banco do Brasil, que prevê o fechamento de centenas de agências, postos de atendimento e escritórios. Isso tudo em meio à uma crise sanitária que cresce e se agrava a cada dia, tendo o desemprego como uma das mais cruéis consequências.

Por trás dessas medidas está a intenção do governo federal em se desfazer do Banco do Brasil aos poucos. Um banco público, com relevantes serviços prestados, que há mais de 200 anos exerce um papel histórico no desenvolvimento econômico nas diversas regiões do País, além de atender a parcela da sociedade que mais sofre financeiramente. Agora, com Bolsonaro, o BB está ameaçado pela privatização.

Mobilizar para enfrentar

Para barrar as políticas de sucateamento promovidas por Bolsonaro, a mobilização de todos é fundamental. Os bancos públicos, assim como todas as demais empresas públicas, são patrimônio dos brasileiros, construídos por gerações. Privatizar significa entregar ao capital privado algo que pertence à sociedade. É dever de todos reagir e lutar em defesa dessas instituições.


Confira onde acontecerão atos em SC no dia Nacional de Mobilização (21/2):

Florianópolis: carreata e bicicletada com concentração às 9h30 na UFSC (perto do CSE e RU) e no estacionamento da Beira Mar de São José (para quem mora no continente)

Joinville: carreata com concentração a partir das 9h30, na Arena Joinville

Blumenau: carreata com saída às 9h30 da Prefeitura de Blumenau

Rio do Sul: carreata com concentração no Parque Municipal, às 13:30

Lages: ato unificado na Praça João Costa, no Centro, às 15h

Palhoça: carreata e bicicletaço com concentração às 8h30, no estacionamento da Prefeitura

Brusque: Carreata pela vida com concentração às 9h30, no Pavilhão da Fenarreco

Itajaí: carreata com concentração às 14h, na Prefeitura

Criciúma: Carreata com concentração na Praça da Chaminé (bairro Próspera), às 9h

Mafra: Carreata com concentração às 9h, na Praça dos Correios

Araranguá: carreata pela vida com concentração às 9h, em frente à sede da AMESC (Avenida XV de Novembro, Mato Alto)

Com informações adicionais assessoria CUT-SC