top of page
Buscar

Bancos públicos serão tema de debate nesta quarta-feira, 14

Bate-papo promovido pela Contraf-CUT e pela Fenae fará um raio-X da situação atual e das perspectivas da Caixa, do Banco do Brasil e demais bancos públicos

O economista Sergio Mendonça, ex-diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), João Fukunaga, e a representante eleita pelos empregados no Conselho Administrativo da Caixa Econômica Federal e diretora da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae), Rita Serrano, são os convidados da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e da Fenae para o debate “Bancos públicos: Situação atual e perspectivas no governo Lula”, que será realizado nesta quarta-feira (14), a partir das 19h (horário de Brasília).

A atividade será realizada via internet, por meio de uma plataforma de conferência digital, e é aberta para todos os interessados, bastando acessar o link, sem a necessidade de cadastro prévio.

“Os bancos públicos podem ter um papel fundamental para a retomada do desenvolvimento econômico e social do país. Mas, isso depende das políticas de cada governo”, destacou o secretário de Formação da Contraf-CUT, Rafael Zanon, ao dizer que o debate buscará apontar algumas das diferenças entre as políticas adotadas pelo governo que está sendo encerrado e pelo próximo governo.

“O atual governo nunca escondeu seu interesse em privatizar os bancos públicos. Talvez não tenha feito isso apenas por ter sido impedido de promover a privatização das estatais. Mas, os fragmentou, transformando alguns segmentos bastante rentáveis em subsidiárias e as vendeu. Além disso, promoveu a retirada de capital e a venda de parte de seus patrimônios, com o consequente enfraquecimento dessas instituições”, observou a coordenadora do Grupo de Trabalho sobre Bancos Públicos da Contraf-CUT, Eliana Brasil.

“Pelo que vimos de suas gestões anteriores, pelo que faz parte do programa de governo e pelo que está sendo visto no gabinete de transição, o presidente eleito (Luiz Inácio Lula da Silva) terá uma postura inversa, com o fortalecimento da importância dos bancos públicos e a utilização dos mesmos para alavancar o desenvolvimento econômico e social do nosso país”, disse o presidente da Fenae, Sergio Takemoto.

“Será uma atividade importante para ressaltar o papel fundamental dos bancos públicos brasileiros. Por isso, convidamos todos a participarem”, convocou Zanon.

Debate

Bancos públicos: Situação atual e perspectivas no governo Lula

Data: 14 de dezembro de 2022

Horário: 19h00 (horário de Brasília)

Link de acesso:

https://us02web.zoom.us/j/82346499428?pwd=dkpsTGQzUE16cWRuU2l3dmVuc3kvdz09

ID da reunião: 823 4649 9428

Senha de acesso: 611205


Fonte: Contraf-CUT


bottom of page