Buscar

Bancários fecham agência do Bradesco em protesto às demissões e cobranças abusivas de metas


Dirigentes da Fetrafi-SC e do Sindicato dos Bancários de Florianópolis e Região paralisaram a agência 348 do Bradesco nesta sexta-feira, 20, no centro da capital catarinense. A decisão de fechar a agência é uma forma de protestar contra as demissões arbitrárias e sistemáticas ocorridas recentemente na região e também contra as cobranças abusivas de metas.

A Gerência Regional, responsável por esta política de cobranças que tem levado muitos bancários ao adoecimento, localiza-se no mesmo prédio onde a agência está lotada. Na opinião dos dirigentes, essas medidas tomadas pelo banco não se justificam porque o Bradesco teve lucro líquido recorrente de R$ 12,834 bilhões no primeiro semestre deste ano, um crescimento de 68,3% em relação ao mesmo período de 2020, segundo informações da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

Esse aumento do lucro envolve alguns fatores, como o fechamento de agências e, consequentemente, diminuição dos postos de trabalho. Conforme dados da Contraf-CUT, o Bradesco fechou 1.088 agências e 8.547 postos de trabalho em doze meses. Tudo isso acaba refletindo na saúde dos bancários por conta da sobrecarga de trabalho, mas também afeta o atendimento aos clientes. Muitos usuários enfrentam filas gigantescas e ficam desassistidos por falta de agências em algumas regiões, o que acaba comprometendo um bom atendimento.

Para o diretor da Fetrafi-SC e do Sindicato dos Bancários de Florianópolis e Região, Carlos W. de Souza (Gijo), “o ato de hoje manifesta o descontentamento e o sentimento de insegurança dos bancários que estão na linha de frente construindo o resultado do Bradesco. É preciso que o banco valorize e dê condições adequadas de trabalho. É por este motivo que estamos aqui hoje".

Saiba mais

A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco e a Contraf-CUT lançaram, em julho deste ano, uma campanha pela valorização dos trabalhadores do Bradesco #QueVergonhaBradesco. A iniciativa tem o objetivo de barrar as demissões que vem ocorrendo no banco nos últimos meses, encerrar a pressão de metas abusivas aos bancários que continuam nas agências, garantir mais respeito e melhores condições de trabalho.

#QueVergonhaBradesco