Buscar

Após orientações do Ministério da Saúde, Fetrafi-SC cobra agilidade na vacinação dos bancários

Entidade enviou correspondência à Secretaria de Saúde pedindo que sejam feitos os encaminhamentos necessários para agilizar a vacinação dos trabalhadores do setor


Nesta segunda-feira, 19, a Fetrafi-SC enviou correspondência à Secretaria Estadual de Saúde com o objetivo de firmar um compromisso com o governo do Estado, possibilitando que a categoria bancária, enquanto público prioritário, seja vacinada contra a Covid-19 nos próximos dias. O documento solicita que sejam realizados os encaminhamentos necessários de orientação e levantamento das informações junto aos municípios catarinenses, com o objetivo de agilizar a vacinação dos trabalhadores do setor.

Desde o início desse ano, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e o Comando Nacional dos Bancários vinham solicitando ao Ministério da Saúde a inclusão da categoria no Plano Nacional de Imunização (PNI).

No dia 6 de julho, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, divulgou que atenderia o pedido feito pela categoria. No último dia 14, o Ministério da Saúde publicou um Informe Técnico para que fossem “disponibilizados 20% do total de doses distribuídas a cada Unidade Federada aos Bancários e Trabalhadores dos Correios.” Desta forma, com a publicação da nota, as secretarias de Saúde dos Estados e municípios já podem iniciar a vacinação da categoria bancária.

Para o coordenador de Saúde da Fetrafi-SC, Orlando Flávio Linhares, "a vacinação prioritária dos bancários torna-se necessária pelo trabalho essencial da categoria desde o início da pandemia. Antes de um dever do Estado, é um direito dos bancários”, concluiu.

A Fetrafi-SC orienta que as direções dos sindicatos filiados dialoguem com os deputados estaduais da sua região para que eles entrem em contato, com urgência, com a Secretaria de Estado da Saúde de SC para pautar com a maior brevidade o tema da Vacinação da categoria.