Buscar

Alesc aprova Moção contra fechamento de agências do Banco do Brasil em Santa Catarina

A Assembleia Legislativa aprovou Moção do deputado Neodi Saretta (PT), que manifesta contrariedade ao Plano de Reestruturação do Banco do Brasil em Santa Catarina, que prevê o fechamento de agências e a transformação de algumas delas em postos de atendimento. Saretta explica que a medida vai precarizar o atendimento à população.

A direção do Banco do Brasil pretende fazer mudanças em 870 locais, com fechamento de agências, postos de atendimento e escritórios. “Serão centenas de agências fechadas, muitas delas em cidades do interior, que não dispõem de qualquer outra instituição bancária. Além disso, em muitos lugares, as agências são a forma mais acessível da população recorrer às questões financeiras com mais agilidade e clareza”, explicou o parlamentar.

Saretta também reitera que os funcionários do Banco do Brasil estão atuando na linha de frente do atendimento à população durante a pandemia da Covid-19, com todos os riscos e as dificuldades.

Em Santa Catarina, oito postos de atendimento e agências bancárias serão fechados nos municípios de Florianópolis, São José, Palhoça, Blumenau, Salto Veloso, Ouro e Passos Maia. Além de transformar Agências Bancárias em Postos de Atendimento Bancário, nos municípios de Florianópolis, Blumenau (2 unidades), Ibicaré, Lebon Régis, Caibi, Romelândia, Irani, Piratuba, Vargeão, Timbé do Sul e Morro da Fumaça.

“Infelizmente essa medida vai dificultar o atendimento da população, pois além de fechar agências e postos de atendimento, ou transformar agências em postos bancários, haverá redução do quadro de funcionários e de serviços prestados nestas localidades”, disse Saretta.

Acesse aqui a moção aprovada na Alesc


Com informações Susana Rigo Assessoria de Imprensa deputado Neodi Saretta