Buscar

11 agências são fechadas pelo Procon em SC por descumprirem a lei do tempo máximo de espera na fila

A multa poderá ser de R$ 100 mil por dia, caso a Medida Cautelar não seja cumprida, além de caracterizar como crime de desobediência



Desde o início da pandemia, em 2020, o Banco Central permitiu que as agências bancárias de todo o país alterassem o horário de funcionamento com o objetivo de manter o isolamento social. Porém, com a retomada das atividades e as medidas de flexibilização, o Procon SC recebeu diversas denúncias sobre a forma como o consumidor vem sendo atendido pelas instituições, com relatos de fila de espera de até 2 horas para a retirada das senhas, fora o atendimento. Isto sem acesso à água, cadeiras para descanso ou banheiros.


Para garantir os direitos destes consumidores e de todos os que precisam de tais serviços bancários, o Procon SC, por meio de uma Medida Cautelar, determinou a suspensão das atividades de agências bancárias da Caixa Econômica, Bradesco, Itaú e Banco do Brasil, até que estas apresentem um plano de adequação do atendimento no que se refere à distribuição de senhas, inclusive no lado externo da agência.

O órgão também exige a organização das filas de atendimento com distância mínima de dois metros entre os consumidores. O descumprimento da Medida Cautelar poderá implicar em pagamento diário de multa de R$ 100 mil, além de caracterizar como crime de desobediência. Também será instaurado um processo administrativo e as empresas terão o prazo de 10 dias para apresentar uma defesa.

Na avaliação da direção da Fetrafi-SC, a redução dos postos de trabalho e o fechamento das agências têm acarretado o péssimo atendimento aos clientes e usuários dos serviços bancários. Para o dirigente da Fetrafi-SC, Luiz Toniolo, “sabemos que as filas são resultado das demissões e do grande número de agências fechadas. É um problema anunciado, no qual os bancos têm responsabilidade. Enquanto alcançam lucros exorbitantes, ano após ano, prestam um serviço cada vez pior à sociedade", concluiu o dirigente.


Novo modelo de agências bancárias


Os bancos resolveram implantar as chamadas lojas de negócios, que são agências sem atendimento de caixa, somente com máquinas de autoatendimento. Estas agências atendem preferencialmente clientes para venda de produtos como cartão de crédito, seguros, títulos de capitalização, empréstimos e uma infinidade de produtos, muitas vezes desnecessários aos clientes. E, nessa política, dificultam ao máximo o atendimento aos clientes e usuários dos serviços bancários, inclusive estabelecendo metas de redução dos atendimentos nos caixas das agências tradicionais.

Veja quais as agências foram fechadas pelo Procon


Florianópolis

  • Caixa Econômica Federal – Conselheiro Mafra, 21, Centro

  • Caixa Econômica Federal – Felipe Schmidt, 429 Centro

  • Banco Bradesco -Praça XV de Novembro, Centro

  • Caixa Econômica Federal -Ingleses

  • Banco Bradesco – Ingleses

São José

  • Banco Bradesco – Av. Presidente Kennedy, 70, Campinas

  • Caixa Econômica Federal – Rua Adhemar da Silva, 1087, Kobrasol

  • Banco do Brasil – Rua Ledio João Martins, 180, Kobrasol

Biguaçu

  • Itaú Unibanco – Rua Coronel Teixeira de Oliveira, 68, Centro

  • Caixa Econômica Federal – Rua Pref. Leopoldo Freiberger, 587, Centro

Palhoça

  • Banco Bradesco – Praça 7 de Setembro,12, Centro.

Com informações do SCC10